Garoto autista leva microfone escondido para a escola – 1 dia depois, dois professores são demitidos

Quando o comportamento do seu filho de 12 anos Camden mudou de repente e de forma drástica, a mãe Milissa Davis suspeitou que algo não estava certo. O garoto era autista, e tinha alguma dificuldade em se expressar, por isso a mulher não conseguia descobrir nenhuma informação. Sem saber o que fazer para investigar mais, ela decidiu enviar seu filho para sua escola em Baton Rouge, Louisiana, com um microfone escondido.

Mas ela não estava preparada para o que seria revelado quando ela ouvisse as gravações de som.

Tudo começou quando o menino começou a fazer xixi na cama e se tornou agressivo em casa. Sua mãe ficou preocupada. Ela suspeitava que Camden, que sofre de autismo severo, estava sendo maltratado na escola. O único problema era que o menino não podia verbalizar adequadamente o que estava acontecendo com ele.

Quando Milissa foi à escola, eles fizeram pouco para ajudar, então ela decidiu elaborar seu próprio plano. Um dia, ela teve uma ideia bastante brilhante. Ela colocou um microfone escondido na mochila de Camden para que ela pudesse ouvir exatamente o que estava acontecendo ao seu redor. O resultado foi absolutamente chocante!

Das gravações, Milissa podia ouvir seu filho sendo ridicularizado e intimidado por dois de seus professores. “Você está apenas escrevendo uma palavra. É assim tão difícil?,” disse um deles. No mesmo clipe, o professor pode ser ouvido imitando Camden quando ele se esforça para responder. Quando Milissa ouviu as gravações, ela não podia acreditar que era verdade.

“Eu só queria chorar, gritar e fazer tudo que podia porque era tão ruim”, disse Davis. A mãe publicou suas descobertas nas mídias sociais, onde rapidamente se espalharam. Logo depois, os canais de televisão fizeram reportagens sobre o caso. Devido a isso, os professores perderam seus empregos. De acordo com o Canal 2 da WBRZ, a escola se desculpou profundamente, tanto para o menino quanto para a família.

Desde então, Camden se mudou para uma nova escola. Agora, ele está se sentindo melhor, apesar de ter ficado triste com tudo o que se passou. Ela também agradeceu o apoio que as pessoas lhes mostraram. “Obrigado Baton Rouge por tudo que você fez”, disse Davis. “As pessoas veem que essas crianças precisam ser protegidas e eu estava protegendo meu filho porque sabia que as coisas estavam dando errado.”

Compartilhe se acha que as pessoas deveriam ter mais sensibilidade para com estes casos!

 

Жми «Нравится» и получай только лучшие посты в Facebook ↓