Chimpanzé com 59 anos de idade está tão doente que se recusa a comer – mas veja o que acontece quando ela reconhece um velho amigo

Aos 59 anos, o sol estava se pondo na vida de uma chimpanzé, chamada Mama. Muito fraca para comer ou beber, a primata não queria mais nada a não ser ficar sozinha, para partir em paz. Nascida no meio selvagem, por volta de 1957, Mama foi trazida para a Holanda em 1971. Ela morava no Royal Burgers’ Zoo em Arnhem, nos Países Baixos.

De acordo com seus tratadores e zoologistas, Mama era uma força da natureza. Ela rapidamente se estabeleceu como a matriarca dominante em sua colônia de chimpanzés, e era facilmente a mais famosa do zoológico.

Agora devido à sua idade, ela apenas ficava deitada em sua cama, recusando todo o tipo de comer e água. Mama sabia que seu fim estava perto… Mas, um homem importante na vida do animal, um professor chamado Jan van Hooff, ainda tinha uma palavra a dizer.

Então, Van Hooff decidiu visitar sua querida amiga. Fraca e debilitada, Mama estava com dificuldades em perceber a presença de seu companheiro. Quando o homem falou em tons suaves e silenciosos, Mama começou a perceber o que estava acontecendo. “Mama”, sussurrou van Hooff, acariciando suavemente o frágil ombro e oferecendo-lhe algo para comer.

Havia algo familiar sobre o seu cheiro, o som de sua voz, e suas memórias vieram ao de cima…

Assista e esse momento emocionante no vídeo abaixo:

Sua boca se abriu com um enorme sorriso e ela falou, levantando o braço para a cabeça de seu amado professor. Os velhos amigos se abraçaram, deixando todo o mundo em lágrimas! A visita de Van Hooff foi mesmo a tempo, uma vez que Mama faleceu da velhice pouco tempo depois. O zoológico lamenta a perda do mais velho chimpanzé em cativeiro da Holanda. Descanse em paz Mama!

Compartilhe essa história emocionante com seus amigos e familiares!

 

Жми «Нравится» и получай только лучшие посты в Facebook ↓